Ana Helena Pereira: Sozinha na varanda Em companhia dos seus...

Sozinha na varanda
Em companhia dos seus sentimentos
Repara nos carros que passam
Espia as luzes atento
Sozinha pensando na vida
O que queres é o que não tem
Em tédio se lembra de rostos
Rostos frios que a muito detém
Não entende o sentido da vida
Não consegue a felicidade achar
E se achas é de forma perdida
Pois a perdes em meio ao luar
Não espera mais pelo amor
Nem se quer o procura mais
Pois sabe que se espera ele não chega
E se procura, acha, e morres de amar.
Tenta não pensar mais em nada
Mas se lembra de um único olhar
Decide não viver mais de amor
Pois agora tem medo de amar.

Inserida por anahelena