Carlos Drummond de Andrade: O antigo amor, porém, nunca fenece e a...

O antigo amor, porém, nunca fenece
e a cada dia surge mais amante. Mais ardente, mas pobre de esperança.
Mais triste? Não. Ele venceu a dor,
e resplandece no se... Frase de Carlos Drummond de Andrade.

O antigo amor, porém, nunca fenece
e a cada dia surge mais amante.

Mais ardente, mas pobre de esperança.
Mais triste? Não. Ele venceu a dor,
e resplandece no seu canto obscuro,
tanto mais velho quanto mais amor.

Inserida por mariiii