Catarina dá mesquita: olá hoje enquanto te levava ao carro,...

olá hoje enquanto te levava ao carro, como quase sempre o faço quando tenho saudades tuas.Ah pois é tenho saudades tuas todos os dias mesmo que te veja por breves momentos.Depois quando não te vejo só penso em ti, o que andas a fazer...è assim a minha vida, uma folha apagada que só se torna viva de novo quando te vejo...
E depois de falares comigo e de me contares realmente porque estás triste eu fico com um aperto no coração que até alama me dói, meu amor...
E ás vezes não sei como falar contigo,de todas as vezes que passeio contigo, apetece-me dar a minha mão e não larga-la assim ficavas sempre comigo...como eu gosto de ti..
como eu te olho de cima pra baixo e vice-versa...e te admiro cada vez mais!
eu não quero te ver triste nem cansado (a)...tu és o meu amor, embora nunca te tenha beijado nem mesmo dado a minha mão é contigo que eu sonho desde então..
Sabes o qu'eu adoraria mesmo era dar-te um beijo quente, guloso,doce beijo de lingua e roubado.Será que tu deixas assim?como eu gosto tanto de ti que a minha alma pára enfim...e eu apenas queria te dizer coisas lindas e só digo disparates assim

Inserida por CM