Eugène Ionesco: Mergulha, sem limites, no espanto e na...

Mergulha, sem limites, no espanto e na estupefacção; deste modo podes ser sem limites, assim podes ser infinitamente.

Inserida por agf