Joel Gonçalves: Rodeado de objectos fúteis. Sinto-me...

Rodeado de objectos fúteis.
Sinto-me aprisionado!
Quero libertar este sentimento,
Não com palavras!
Já estou farto!
Quero liberta-lo com gestos,
Gestos de ternura, de paixão, de amor...
Gestos provenientes do meu coração.
Quando volto a mim...
Vejo-me novamente rodeado.
Rodeado por um materialismo inútil.
Será esta a minha prisão?
Prisão que contém o meu coração...
Onde sofro a verdadeira solidão.

Inserida por JoelG