André Luis Aquino: Os amantes do círculo polar‏ Deve...

Os amantes do círculo polar‏

Deve ser a parte tóxica do meu sangue que faz isso comigo, o meu louco gosto pelas segundas intenções. Amorardente, sempre buscando sangrar pelo umbigo.Nos conhecemos na escola, ainda na infância.E os anos nos juntam e nos separam com tanta freqüência, como se tudo isso estivesse acontecendo ao sabor do vento.
Amordormente. Deve ser a parte doce do meu sangue que faz isso com a gente. Naquela época mal nos falávamos; apenas nos olhávamos, enamorados, mas sem coragem de se aproximar. Duas crianças que se apaixonaram uma pela outra, sem que um saiba do sentimento do outro.
Amorlouco, deve ser a parte venenosa do meu sangue que faz isso comigo.Quando alguém mente não nos olha nos olhos, pra te confundir eu faço exatamente ao contrário.Uma história de amor que atravessa duas décadas repletas de altos e baixos, cheias de idas e vindas.Amorencontrado, deve ser a parte suave do meu sangue que faz isso com a gente.Medos, amores, ciúmes, tudo isso vai e vem, regido pelo destino, por uma lei aleatória de encontros e desencontros.
Amorperdido pela parte do meu sangue malvado. “Eu poderia contar toda a minha vida como um trem de coincidências”. Direção é o meu sexto sentido. Amoreterno é a parte sólida do meu sangue carinhoso.“A vida tem muitos ciclos”.


Há coisas que nunca acabam e o amor é uma delas.

Inserida por lilou