Joel Gonçalves: Melodia mórbida, deprimente e...

Melodia mórbida, deprimente e consistente!
Acompanha-me desde sempre...
Nos momentos de solidão, tristeza e depressão.
Sons agudos que dela brotam,
Provocam-me lágrimas.
Lágrimas mortificantes.
Que não deixam de ser constantes.

Deixo-me abater...
Melodia que me constrange.
Corta-me a respiração.
Esventra-me o corpo,
Dissimula-me o rosto.
Sangue que some-se do meu ser.
Transforma-se num humor líquido.

Melodia que adia a felicidade,
Melodia que aproxima o desgosto.
Relebrando a saudade
Saudade do teu rosto.

Melodia bárbara e cruel.
Que extingue o meu ânimo.
Deixa-me sem poder...
Enfim...
Sinto-me a morrer.

Inserida por JoelG