Paulo Master: Coração de Mãe Que olhinhos são...

Coração de Mãe

Que olhinhos são esses que diante da dor, do sabor de estar entregando uma vida ao mundo, ainda se faz generosa em ter a absurda felicidade que aos seus braços é lançada essa feliz responsabilidade!.
São os olhos de mamãe, olhos de amor, uma visão que somente ela e Deus conseguem detalhar, e como por agradecimento divino recebe tamanha carga de amor; amor esse que jamais existirá uma explicação, uma jóia chamada coração.
Sim, na vida tudo pode mudar, as coisas sempre mudam, mas o amor de uma mãe jamais; é cristal inquebrável, aquela montanha que jamais do seu lugar se move, é um alicerce que só cresce e se renova, uma chama viva e forte, alegria acima da dor, uma vida toda só de amor.
Um coração emocionado, uma emoção lançada diretamente para os cuidados daquele que ela nem mesmo escolheu, mas que mesmo assim foi gerado pelo amor e mantido vivo pelos pulsares de uma coração puro e especial, um coração de mãe.

Inserida por Paulo-Santana