André Luis Aquino: Sinestesia‏ “Depois de tanto...

Sinestesia‏

“Depois de tanto sonhar contigo, quando te vi pela primeira vez por mais estranho que isso pareça, tive a maior certeza da vida, a de que eu existia! Foi como se toda existência minha dependesse de alguma confirmação, e as batidas do meu coração em disparada e amplificadas pela emoção desse encontro me fizeram ver uma estrela brilhando sobre seu ombro esquerdo. Esse era o sinal que eu tanto esperava”

Por mais contemplação e transcendência que minha inspiração necessite nada substituirá o toque, o contato das minhas mãos em outras mãos. Almas corsárias não se contentam com mapas de seus tesouros, elas precisam possuir suas riquezas.
Nem todos experimentam a vida da mesma forma . Cada um tem suas dominâncias perceptivas. Dizem que elas são três: Visual, Auditiva e Sinestésica. Dominância Visual é quando a pessoa presta mais atenção às formas, as cores, as imagens. Seus verbos são Ver, olhar, observar, visualizar, iluminar, fotografar mostrar, esclarecer.Sua carne é o claro, brilhante, obscuro, luminoso, sombrio, colorido, vago, impreciso, nítido.
Dominância Auditiva é quando a pessoa presta mais atenção aos sons, às palavras. Os Verbos auditivos são ouvir, dizer, falar, escutar, perguntar, explicar, dialogar, soar, gritar, urrar. Sua alma é o que é melodioso, harmonioso, musical, discordante.
Dominância sinestésica é quando a pessoa presta mais atenção às sensações corporais e aos movimentos do próprio corpo. Os Verbos sinestésicos são sentir, tocar, contatar, relaxar, pressionar, gostar. Os adjetivos sinestésicos são o aconchegante, macio, doce, pesado, relaxado, insensível, firme, caloroso, frio.
Eu tenho uma porção sinestésica dominante. E quem é sinestésico centra suas experiências nas demonstrações físicas. Gostamos de beijos, abraços, carinhos, aconchegos. Apreciamos também o conforto e músicas lentas. Para quem “tem” sinestesia, palavras podem ter gosto de morangos, um número pode ser verde e uma música pode ter cheiro de perfume. Nos os sinestésicos somos privilegiados com esta percepção do mundo. E por mais que nossos sonhos sejam grandiosos, eles só vão fazer sentido quando forem experimentados.

Inserida por lilou