Deise da Cruz Mendonça: SILÊNCIO Essa tua calma irresponsável,...

SILÊNCIO

Essa tua calma irresponsável,
Facilidade com que você trata, destrata
Seduz, engana
Acolhe, afasta
Conseqüências antes das verdades

Palavra muda
Infame, eloqüente, insossa
Dor aguda, cicatriz
Injustiça, virtude
Ou simplesmente descuido singelo, inocente

Perturbo-me neste teu silêncio
Despretensioso, afoito
Insistente, reticente
Teimoso, egoísta
Saudosista,
Apogeu...

Perdeu ou ganhou
Sumiu ou deixou
Sofreu e permaneceu
Silencioso, subordinado
Silêncio perpétuo, incrédulo

Encarcerados, palavras e coleção de desejos
Discurso, entendimento...
Teu sim, teu não,
Não sei...
Não saber é pior
É nó, é dó
Fico só...

Solidão, contrição
Prisão, enlevo, assombro
Silêncio,
Distância,
Esquecimento,
Lembrança...

Platéia, alcatéia, engodo.
Espreita, estreita, espia
Com máscaras, disfarces
Ou simplesmente vontades, torcida.

Silêncio...
Reverência inalcançável
Refúgio dos medos e anseios.
Deixa passar, desiste, naufraga

Sem luta, sem acerto
Resta o medo, omissão
Fragmento...
Inerte, incerto
Início...
Fim...

Inserida por deda79