Sheila Danadio: De tudo o que existiu fica tudo! Ficam a...

De tudo o que existiu fica tudo!
Ficam a empatia, os risos, o choro, o medo, o desabafo, os nós desatados e os que atamos também.
Ficam as palavras, as expressões e gestos de afeto e carinho.
Ficam os olhares de cumplicidade e intimidade nos momentos que foram nossos.
Ficam as músicas que não tivemos, as atrapalhadas, as caras de espanto e o medo de magoar com qualquer bobagem impensada.
O toque que a cada dia foi tomando forma mais sincronizada, sem muito desespero. Também fica junto com ele o abraço que foi se tornando cada vez mais apertado fazendo a gente quase entrar na gente.
Ficam os "nãos", os "sins", os "tudo bem" e ficam também os "bóra"! As aulas ficam. Tanto as de "como não fazer" quanto às de "como não ser".
Ficam as longas conversas sobre tudo e nada, sobre eu, sobre você, sobre os outros e sobre nós.
Ficam o silêncio e a troca intensa de emoções que fizemos através dele.
Ficam as broncas acompanhadas de gargalhadas, ficam as piadas engraçadas e as sem graça também. Ficam aquelas que fizemos pensando ao mesmo tempo a mesma coisa sobre a mesma situação. Como tudo isso foi incrível!!
Ficam os sentimentos de cuidado, de carinho, de zelo. Fica cravado no peito o respeito de uma grande e forte "amorizade".
Mas acima de tudo pudera eu dizer pra você: fica?!
Sugiro que modifiquemos e transformemos tudo isso que ficou para continuarmos usufruindo, mas de outra forma. Uma forma mais amena, serena, mas praticável.
Assim, com certeza, a gente vai poder ficar sempre perto!

Inserida por shedanadio