AlineMarcucci: Vejo uma chama ardendo, enquanto eu...

Vejo uma chama ardendo, enquanto eu penso,
Todo o tempo, no ardor que hoje é lamento;
Se o teu cheiro me invade o pensamento,
Deixo ao vento um perfume mais intenso.

Aquele sentimento fôra imenso,
Tenro, denso... Por isso é que inda tento
Consenso entre esperança e sofrimento;
Mas não agüento, acendo um novo incenso.

No aroma das lembranças eu navego
E vou dormir, buscando achar no absurdo
Dos sonhos, a alegria que hoje é tudo.

Se, prá sorrir, de ti devo ser cego,
Serei também, ao canto teu, mais surdo;
Só não serei, devido aos versos, mudo.

Inserida por alinemarcucci