José Márcio de Oliveira Moraes: Imaginei em dizer que você era uma rosa...

Imaginei em dizer que você era uma rosa
mais lembrei que as rosas mucham quando arrancadas do seu abtate natural...

fiz um esboço de você,e me disseram que até os esboços some com o tempo...

escolhi umas estrela no céu e fixei uns pontos com teu rosto, mais no dia siguinte você tinha sumido...

colei fotos suas nas paredes, e na última vi que todas tinha caido...

Publiquei o teu nome com fotos nos jornais e revistas, mais sempre viam outras ediçoes...

corri para o alto da montanha, e gritei o teu nome para o monte,pedi que volta-se, outra e outras vezes, mais ele sempre repetia a mesma pergunta, sem respostas...

pensei entâo retrata-la num quadro branco, onde você nunca podia sumir ou o tempo leva-la de mim...

pois a qualquer hora eu posso fechar os olhos e imaginar que você ainda esta aqui, essa e a melhor maneira de dizer que você, nâo foi um sonho...

Auto: José Márcio de Oliveira Moraes ( Eu ).

Inserida por gasparzinho