Géssica Sena: Tenho tido tanta sêde pelo que é...

Tenho tido tanta sêde pelo que é novo,diferente.Estou cansada das velhas caras e rotinas,da minha falta de movimento e das pessoas,me sinto estagnada certos dias inteiros.Dias que ao acordar,sinceramente,sinto que não sou daqui.Não me satisfaz as imagens frias e limitadas que foram criadas.A minha mente me dá prazer.Ver o meu mundo interior irradiar o bem,o amor que eu cultivei e a fé em mim mesma me mantêm viva.Mesmo que eu me permita certos surtos,às vezes.Ninguém é tão forte todos os dias_quem diz o contrário mente pra si mesmo na tentativa de sobrepôr-se a amarguras_Corajoso é quem não tem medo de sofrer e atira-se à vida com a autoconfiança extremamente fortalecida, na intenção de que sobreviverá a qualquer padecimento.Eu me rafaço em minhas dores.Me refaço quando sinto a energia de que sou feita,quando me desligo desse mundo estereotipado e vejo a mim.Realidade só alcançada quando amei plenamente e vi o essencial.E desse amor nasce a força que me leva aonde eu devo ir.Não sinto constrangimento em momentos de histeria.Preciso chorar!Sentir o peso de uma lágrima me faz entender a importância do respeito e do amor-própio.Nunca deixarei de me questionar,renovar-me.Cumprirei minha missão de evolução.Alimentarei minha sêde todos os dias com minha fé,sem deixar que a repugnância que sinto em relação a covardia humana me atormente infinitamente.Os tormentos só se sobressairão o tempo bastante para que eu crie anti-corpos e me apaixone pela vida novamente.E rirei dos céticos que acreditam na existência da utopia.Utopia pra mim é ausência de alma,de espírito livre._Quem vai dizer o que é impossível sentir?_ Enxergar além do óbvio sempre...

Inserida por gessicasena