Rodrigo Barbosa Sobrinho: Em meus sonhos eu te vejo mas como posso...

Em meus sonhos eu te vejo
mas como posso não conheço tua face
mas você me vem assim
com uma olhar sereno
um dialecto angelical
falando coisas que só o amor traduz.

Eu acordo e vejo que era apenas uma canção
que toca sempre o mesmo refrão:

VOCÊ.

Inserida por rodrigosobrinho