Maira Motta: AINDA ONTEM Ainda ontem senti seu olhar...

AINDA ONTEM
Ainda ontem senti seu olhar
Ele não desviava a direção...
Devia ter acostumado,
Desde que te esqueci,
Resolveu lembrar-me...
Teu pensamento era de outra
Vivi um mundo onde nada era meu
Cansei, chorei, desisti....
Rompi a ano rezando à grande mãe
E rogando esquecer-te...
Foi fácil.
Te esqueci
Mas desde que te esqueci,
Resolveu lembrar-me.
E num encontro casual,
Reclamastes do meu beijo...
Já não era o mesmo,
Reclamastes do meu corpo,
Já não tinha linguagem,
Te desejava por este simples momento.
A mágica dos corpos havia se perdido,
E só então pode perceber que já não te pertencia ...
E muito tempo se passou, acontecimentos nos afastaram ainda mais
Mas seu olhar ...
Iniciou sua trajetória em minha direção
Já não havia o que falar
Eu entendia, você entendia...
Não havia mais vontade...
Não havia mais mágica...
E o tempo se passou...
E o tempo se passou...
Ainda ontem senti seu olhar...
E ele permanecia na mesma direção...
E no simples cumprimento meu ao que hoje chamo amigo...
Senti que teu corpo falava,
Senti tuas mãos a percorrer meus cabelos,
Senti suas mãos nas minhas,
Senti a vontade do beijo,
Senti também que os tempos de outrora não haviam voltado,
Simplesmente ...
Senti o olhar que não mudava a direção...
Senti você ali,
Senti algo,
Senti vontade
Senti o beijo
Já não sei o que será...
O que apenas sei...é que não costumo errar mais de uma vez....
e sinceramente não sei dizer....
Se voltar a olhar você não seja um erro!

Inserida por mai.motta