Fernando Yukio Sato: Um dia Um dia para espanto meu achei um...

Um dia

Um dia para espanto meu achei um amigo quase morrendo
Assustei-me, pois cresci e vivi toda minha vida ao lado dele.
Ao me deparar com ele, vi em seus olhos o motivo de tal angustia
Estaria na cara que era o amor, um amor mal resolvido
Ou talvez uma pessoa incrédula que não mereceu seu coração
Falei a ele Q procurasse outra pessoa
Então ele me disse
“ Que não precisava de outro amor e sim precisava de ser amado”
Sem saber o que falar fiquei quieto so olhando aquele rapaz
Sentado sobre a calçada, lembrando momentos a dois.
A noite estava fria, e esfriando ainda mais ao olhar em seus olhos
Este rapaz não morreu, vivi ate hoje do mesmo jeito e um homem de poucas palavras
Este amigo sou eu e quem o descreve e sua alma angustiada
Por alguém q não foi esquecida em seu passado

Inserida por Sato