Ellen Samille C. Borges: Eu não sei falar de mim Eu não sei...

Eu não sei falar de mim

Eu não sei falar de mim
Só sei falar do que amo
E do que não amo falo pouco

Amo minha família, amigos, animais...
E por aquele garoto eu ainda não sei o que sinto
Porque ele me faz ficar triste e alegre ao mesmo tempo

Eu não falo sobre ele
Só penso, penso, penso...
Tanto que chego a sentir seu cheiro de praia

Ele me disse pra eu acreditar no amor
Que faz nascer em mim a vontade de escrever poesias
Pra expressar aquilo que é proibido dizer

Eu sei o que preciso
Mas não sei como o consigo
E eu já joguei este jogo antes

Tem coisas que a gente nunca aprende
E cada coração tem seu segredo
Um código secreto que a cada dia vai sendo decifrado

O amor é como a matemática
Todo mundo sabe que existe e convivem com ela
Mas a maioria não a compreende e prefere parar de tentar.

Inserida por SAMILLE