Isabel Rosete: Primavera O brilho do Sol, O cheiro...

Primavera

O brilho do Sol,
O cheiro suave e doce
Do ar tranquilo.

As flores despontam.
Apontam para um novo estado,
Coberto de graça.

Os pássaros
Fazem ouvir o seu canto,
Não premeditado.

As nuvens correm
Rumo
À nova desfloração.

O brilho intenso
Das noites claras,
Afaga-nos a alma.

A alegria da Vida
Desperta em todos os rostos,
Amantes da beleza diversa da Criação.

A beleza de cada ente
Mantém-se no palco
Da eterna comunhão.

O estares não se aquietam,
Os amores despertam
Para a colheita de novos frutos.

Desponta a reviravolta ardente
De outros desejos,
Ainda não consumados.

Tudo acontece,
Na embriaguez sólida,
De um eterno beijo.

Isabel Rosete
12/03/08
02/04/08

Inserida por isaroses