Wesley Rodrigues Correia: Obras minhas Que a desventurosa obra da...

Obras minhas

Que a desventurosa obra da compaixão siga o caminho retrós da incompreensão e deixe marcas na pele sanguinolenta de vós, que a chama que queima a minha alma possa se fortalecer em cada grito de arrependimento ou medo, talvez a morte leve uma surra da vida, pois quem vive é o ser incompreendido pelas causas levianas de alguém.Que o tempo passe vagarosamente, para que eu possa sentir a verdade de minha desgraça maldita que no começo foi desventurosa.

Inserida por aierroc