Gilnei Borba: A minha flor A minha flor não é minha...

A minha flor

A minha flor não é minha
A chamo de minha flor pra fingir a um compromisso
Já que eu perteço a ela
Gosto de chamá-la de minha flor

Mais ela não me pertence
Ela sabe disso
E faz questão de sempre mostra que
Apesar de estar enraizada
Mesmo estando fincada na terra
Ela é livre
Pelo simples motivo de não ter dono
Pelo simples motivo de não ser minha

Eu que já sei voar
Eu que já aprendi tantas coisas
Que já aprendi a criar a vida

Fico preso a essa luz
Essa luz que minha flor nega ter

Ela nem sempre é tão segura
E isso me encanta

Uma flor com espírito de leão
E com o brilho de milhões de estrelas
Assim é minha flor
Sou eu que pertenço a ela

Inserida por chineizinho