Manoel de Barros: Sou mais a palavra ao ponto de entulho....

Sou mais a palavra ao ponto de entulho.
Amo arrastar algumas no caco de vidro,
envergá-las pro chão, corrompê-las, -
até que padeçam de mim e me sujem de branco... Frase de Manoel de Barros.

Sou mais a palavra ao ponto de entulho.
Amo arrastar algumas no caco de vidro,
envergá-las pro chão, corrompê-las, -
até que padeçam de mim e me sujem de branco.

Manoel de Barros BARROS, M. Poesia Completa. São Paulo: Leya, 2011.
Inserida por mvf