Sebastião José Alexandre Filho: Os olhos também falam Um dia eu tive...

Os olhos também falam

Um dia eu tive medo
Depois te conheci e te fiz meu amigo
Puxa, que amigo!
Como eu ria meu caro, contigo.

Cada dia era mais divertido
E eu ficava muito contente
Era meu amigo preferido
Alegre, legal e inteligente.

No mundo sempre tem alguém
Que surge para uma amizade criar
Alguém que soube como ninguém
Me ensinar o valor de um olhar

Nem sempre é necessário falar
Para dizer que a vida é incrível
Que bem lá no fundo do olhar
Tem algo inconfundível
A capacidade de Falar

Sorrindo com os olhos brilhando
Você me mostrou o valor de um gesto
Que vem de um lugar vivo e brando
Do olhar de alguém tão modesto

Mas é assim, um dia passa.
E se vai de verdade
Não há nada que se faça
Para curar essa saudade

Mas eu sempre vou lembrar
Que não é preciso falar
Que os olhos...
Os olhos também falam

Inserida por j.duda