Paula Câmara Ferreira: É tarde eu preciso ir agora Uma...

É tarde eu preciso ir agora
Uma despedida sem fim
Ouvindo o adeus daquela velha senhora
Vivo hoje com pedaços de mim
Achei que julgaria o fim
com certeza que todos erros foram meus
Mas me engano...
Como sempre...
Minha inocencia cegou a voce
Mas nao tao quanto cegou a mim...
Estavamos la
Ouvindo os saBios disseres daquela velha senhora
Oh, nao poderia julgar o fim...
Enquanto houver em que acreditar
Enquanto tiver esperanças pra lutar..
Ela poderia ter deixado voce morrer ali
Mais nao ela nao quis
Por que a tua causa nao a assustou
Voce magoa tudo aquilo que ama
Mas nao entende por que tem que ser assim
OH, voce nao teria coragem de julgar a mim?

Inserida por Paxazinha