Tekinha ( Tereza Cristina Saraiva ): Uma Máquina Chamada Homem Muitas vezes...

Uma Máquina Chamada Homem

Muitas vezes excluímos arquivos, e depois descobrimos como eram importantes para a nossa vida.
Tentamos de toda forma recuperar
Mas esquecemos de salvar em disquetes, Cds etc.
Excluímos por falta de carinho, paciência e até um pouco de falta de respeito.
Excluímos e acabou
Um belo dia você descobre que aquele arquivo era muito importante para a sua máquina.
E que sem ele nada funcionaria direito daí para frente.
Entramos em desespero, chamamos técnicos, queremos saber se tem alguma forma de recuperar.
Você jogou a lixeira fora
Não tem mais volta
Tudo se perdeu
E você se sente perdido
O que eu fiz?
Na sua vaga memória você lembra apenas do título
Para um amigo...
O que teria nesse arquivo hoje de tão importante que você não deu importância?
Você descobre que algum tempo depois por uma atitude insana você excluiu não um arquivo e sim uma amizade.
É assim que a máquina humana funciona
Quando não damos importância a uma amizade e a excluímos, esquecemos que a lei do retorno é cruel e implacável.
E tudo que foi dito, todas as coisas que fizeram juntos um dia se perderá na memória.
Ou pior, essas lembranças terão um peso enorme que o tempo jamais apagará.
Todas os bons momentos virão em forma de espinhos e nunca em forma de rosa.
E seria tarde recuperar esse arquivo de alguma forma?
Talvez o conteúdo não
Mas o amigo quem sabe?
Temos essa mania de excluir pessoas que um dia tiveram muita importância por uma pequena falha.
Só que nunca saberemos quem falhou
Uma coisa é certa
Nunca exclua de vez nenhum arquivo que não possa ser recuperado.
Ele poderá fazer muita falta.
E aí será tarde demais.

Inserida por MegaaMiga