Anônimo: PORQUE!? Porque é que me deixas assim,...

PORQUE!?


Porque é que me deixas assim, assim tão cheia de nada, à espera que o tempo passe e com ele passe esta dor, este frio, este mar de lágrimas que não cai dos meus olhos, esta vontade muda de te querer ainda mais.
Deixas-me assim, neste sufoco de te ver partir com o meu sonho e o meu sorriso nas mãos, levas o sorriso, o abraço e a minha voz. Quem está aqui não é mais nada, só a sombra de quem já foi, os restos de tudo o que existiu...


Porque é que quero estar contigo, quando não posso estar?
Porque é que penso em ti, quando não quero pensar?
Porque é que me preocupo cada vez que tu choras?
Porque é que te espero, sempre que te vais embora?
Porque é que é mais fácil esquecer do que lutar?
Porque é que continuo a acreditar, que vens e ficas para sempre?
Porque é que marcaste a minha vida, e agora desapareceste?
Porque é que te chamei melhor amiga no meio de tanta gente?
Porque é que venho a correr, cada vez que me chamas?
Porque é que continuo a acreditar quando dizes que me amas?
Porque é que passo noites acordada a relembrar?
Porque é que vivo por ti, porque e que não te esqueço?
Porque é que me agarro ao que de nós já não existe?
Porque é que já não estás lá para me ajudar?
Porque é que acredito neste sentimento, porque e que não o nego?
Porque é que me conquistas, e porque e que eu me entrego?
Porque é que quanto mais fujo, mais volto ao mesmo lugar?
Porque é que quando mais me escondo, mais eu vou encontrar?
Porque é que sem ti, o meu mundo fica mais escuro?
Porque é que és o meu passado, o meu presente, o meu futuro?
Porque é que basta um gesto teu e fico na tua mão?
Porque é que transformaste o sentido da minha razão?
Porque é que prometeste amizade para sempre?
Porque é que a distancia não me leva à indiferença?
Porque é que apareceste do nada e acabaste por ficar?

Sabes bem que tenho medo de te perder.
Sabes bem que a nossa amizade com o tempo está a diminuir.
Sabes bem que já não és a primeira a quem eu recorro.
Sabes bem que as saudades fazem-me querer desistir.
Sabes bem que nunca confiei tanto em alguém como em ti.
Sabes bem que sempre precisei de uma melhor amiga presente.
Sabes bem que te amo para sempre.
Sabes bem que serás sempre a mais importante.
Sabes bem que serás sempre a minha “ignorante”.
Sabes bem que não te esqueço de um dia para o outro.
Sabes bem que hoje ainda és a minha mais que tudo.
Sabes bem que o amanhã é imprevisível.
Sabes bem que um dia há-de vir outra pessoa.
Sabes bem que nunca vou esquecer o nosso passado.

Só te peço que um dia quando me vires na rua o meu sorriso não te passe ao lado, o meu olhar não te seja indiferente e que te voltes a lembrar que já foste minha confidente.


Este texto não é para te deixar triste, porque hoje ainda és a mais especial, mas sabes que não dura para sempre, não te vou iludir com isso. Sei perfeitamente que as vezes a ilusão é melhor que a verdade. Mas também sei que ninguém gosta de viver num sonho e acordar de repente.


Faremos nós o nosso “sempre”, porque o verdadeiro “sempre” pode ser demais para mim e para ti.

Inserida por sofia414