Luiz Carlos Rodrigues dos Santos: ESTRANHO MUNDO O mundo mudou enquanto eu...

ESTRANHO MUNDO

O mundo mudou enquanto eu dormia,
Acordei e perdi minha fantasia.
Cadê os amigos, os amores que tinha?
Tudo está estranho, um vazio me domina.

O mundo gira e no lugar nada fica,
O som dessa engrenagem me embriaga, contamina.
Nos olhos um brilho com água cristalina,
Lembranças dos sonhos com luz alcalina.

O tempo não me esperou, fiquei na esquina,
Partiu no vento a vida colorida.
O amor morreu enquanto eu dormia,
Saudades de mim, vida vazia.

Somos meros espectadores dessa vida sofrida,
Meu corpo cansado inerte definha.
Minha perna teimosa ainda caminha,
Leva-me pro nada, abismo da vida...

Inserida por lulano