Breno: Mesmo não tendo sabedoria o bastante...

Mesmo não tendo sabedoria o bastante para manter minha vida,
ainda procuro nas minhas verdades algo de real,
mas quando abro o catálogo da sociedade,
só vejo o sangue, as palavras cheias de efeito, imagens que só agradam aos olhos cegos,
minha mediocre concepção de siceridade não consegue acompanhar esses olhos cegos,
os encantos da cidade não seduzem meu nariz, o que toca-me é o suor das tentativas sucessicas de sucesso, as constantes decepções, mas sempre ha algo de bom nos podres dejetos da atualidade; aquele velha definição de amor, a perfeição dos sentimentos, os castelos ilusionários ainda convervam em mim a bela visão das relações iventadas, escritas.

Inserida por justin