Deborah Strougo: E com o passar do tempo, percebe-se que...

E com o passar do tempo, percebe-se que as dores do passado já não pertencem mais à ti. As lágrimas derramadas viram vapor, que se mistura com o ar da felicidade que virá logo após. Seu coração pode ter sido rachado, destruído, quebrado em mil pedacinhos, porém sempre haverá algum bom amigo, ou algum novo amor que o concerte para ti.
Não construa em cima de seus sentimentos um muro de tristeza e mágoas. Não considere os momentos de agunía e solidão como um castigo divino, e sim como uma benção, uma nova chance de aprender mais sobre o mundo e até mesmo sobre você. Tenha forças o suficiente para seguir em frente, o amor é atraído pela doçura, pela gentileza, pela capacidade que se tem de guardá-lo dentro de ti e dedicá-lo à alguém. Por mais que doa pensar no passado, pense! Recorde-se de tudo, reflita, e não fique triste apenas porque teve seu fim, mas pelo fato de ter tido um começo. Não tente esquecer o antigo, o que já passou, o guarde do lado esquerdo do peito, pois por mais que hoje você o guarde por não ter escolha, um dia você o viveu por pura espontânea vontade, e com certeza com muita felicidade. A felicidade é passageira, mas depende de cada um para definir o tempo que ela estará presente.

Inserida por Lety