Deborah Strougo: Hoje em dia, o maior medo da maioria é...

Hoje em dia, o maior medo da maioria é a morte. Se prendem em casa, deixam de sair, se divertir, por medo de morrer. Eu vi tantos amores meus morrerem, vi e senti a dor da saudade, do desespero, da tristeza. Eu não aceitei, eu não aceito, eu não aceitarei. Não me conformo com a idéia de que uma criança, um adolescente morrer, causando tanta dor em milhares de pessoas. Eu particularmente não temo a morte. Que ela venha, então! Que ela me leve, mas que me leve pro lado de quem eu amo, e partiu me deixando apenas lembranças e amor no coração. Eu acredito, acredito de verdade, que depois que morremos nosso espírito continua, e com esse pensamento eu vou pro além, deixo meu corpo na Terra e vou para um lugar melhor. Contanto, não pretendo ir agora, acredito que ainda há muitas coisas para se viver. Vou vivendo cada dia, aproveitando ao máximo cada segundo, para que quando meus cabelos perderem a cor, e meu dia de partir chegar, eu poder rever toda minha vida e ter o orgulho de dizer que ela foi muito boa, e que eu soube aproveitar o que Deus me deu de melhor; a arte de existir.

Inserida por deborahstrougo