Juscelino Corrêa: Quem é o Criador? O ser humano na...

Quem é o Criador?

O ser humano na sociedade herda de seus antepassados a religião, sendo essa qual for todas tem como base e foco principal a teologia, onde preconiza toda forma de criação no mundo. A existência sempre foi e sempre será questionada ao longo da escala evolutiva do ser e quase sempre não haverá ponto de partida e chegada para atribuição de uma resposta, podemos é chegar mais perto de um razão. Razão é algo que quase não se pode atribuir para a questão teológica dentro de uma religião, mas, não vamos usar a visão dentro da religião e sim a luz vista através das facetas de um prisma antropológica na existência do ser que foi primitivo algum dia. Só para lembrar esse assunto é muito polêmico.
No início dessa era, com a nova interglaciação, onde o aparecimento da terra diante o degelo que começou a se estender do centro do globo para os pólos, exatamente na Mesopotâmia, localizada na região do rio Tigre, hoje Iraque. Sendo o lugar mais quente conseqüentemente propício para obtenção de alimento pelos primitivos, que também ali habitava por melhores condições, ou seja, o berço da civilização. É obvio que naquela época não havia controle de natalidade, e com isso os humanos procriavam de forma descomunal, assim a escassez de alimento deslocou muitos para outros lugares em busca de alimentos, o que explica os Incas e os Maias no continente Ocidental. Mas desse único ponto antes de partir levaram consigas algo relacionado a um ser superior a eles.
Resta saber então como chegaram a esse conceito. Por analise pode-se pensar em uma eventual chuva de meteoros, cometas e até mesmo um eclipse, que para seres primitivos isso não era nada comum. O que é mais plausível é a queda de um meteoro, pois em Meca os Islâmicos adora uma pedra negra que dizem que foi mandada por Deus para seu povo adorá-la e eles adoram ela até hoje. Outra analise também pode ser feita em cima da lógica do aumento populacional, e na conseqüência de formação de grupos e discórdias entre si, alguém mais sábio pode ter pensado em criar alguém superior a qualquer ser, criando se assim uma primeira situação de controle social.
Tendo um ser superior dentro das religiões, o que alimenta o fogo da sabedoria dessas entidades, é o puro controle dos seguidores, é a cegueira ao mesmo tempo a visão para muitos. Na escala da história humana na terra através da crença existencialista do ser superior comandaram até mesmo estados e continentes inteiros, sendo rebaixada pela introdução da política no mundo. No mundo contemporâneo muito ainda a existência superior comanda, praticamente em todos os setores, até mesmo na política e na ciência desconsiderando muito a pesquisa analítica. Talvez seja por isso que ainda a mente do ser – humano é uma caixa preta que tem muito para revelar.
Assim, chegaremos a uma conclusão que possa ser contestada por muitos seguidores, e se estivesse vivendo naquela época das Cruzadas esse quem escreve estaria na fogueira excomungado da religião herdada. No Hinduísmo muitos são considerados semideuses, filosoficamente essa religião milenar apesar de ser politeísta é a que mais chega perto de uma compreensão teológica e explica muito bem o que é “Deus”, justamente por aceitar o ser como um semideus. Pois, pela lógica de ser um semideus é crer que pessoas possam criar. No entanto, apesar de todos os seres estarem numa escala evolutiva, onde o homem é a soma de todos os seres pré-existente, sendo assim o mais evoluído, esse foi capaz também de criar um Deus para poder se manter nesse mundo.
Então quem é o criador Deus ou o Homem? Vai da convicção de cada um. A reflexão expressiva é saber que esse mundo já foi habitado por noventa e seis bilhões de pessoas e entre cinco causas que levaram essas pessoas a morte, a religião é a maior causadora, depois as guerras, as pestes, doenças e eventos naturais.

Inserida por correajussa