Cristiane Ornelas: Ciranda do amor O homem que eu amo me...

Ciranda do amor

O homem que eu amo me veio sem reservas...
De coração aberto, alegre, cativante...
Olhou para mim não como quem olha uma mulher...
Mas uma pintura, como quem ouve uma canção...
Saboreia um vinho de uma safra especial...
Encanta-me como se fosse a própria lua...
O mar, o céu, as estrelas...
O homem que eu amo é jovial em suas atitudes...
De coração puro e valente...
Compreensível, leal, amável feito criança...
Com ele me sinto a passear em um jardim florido, feito uma eterna primavera...
Com ele viajo por dois mundos...
Tira-me o chão e me leva as nuvens...
No aconchego de seu amor sinto-me acariciada...
Sinto-me amada...
O homem que eu amo, vive em uma ciranda...
Uma ciranda do mais puro amor...

Inserida por CrisOrnelas