Tiago S. Francisco: HUMANIDADE “A lua trás a noite Não...

HUMANIDADE

“A lua trás a noite
Não houve um passo de progresso percorrido
Há apenas mais um dias sobrevivido
A chuva molha a terra que não produz alimento
E se mistura
com as lágrimas nos olhos de uma criança em sofrimento
O ciclo da vida não parece mais o mesmo
Nascer,viver,morrer
Ou quem sabe nascer e morrer

São herdeiros do mesmo Sol e filhos do seu Pai
São pouco conhecidos
São nossos irmãos esquecidos

Não há sonhos em sua vida
Não há vida em seus sonhos
Ajuda eficinente não há sinal
É 25 de dezembro
Mas não há natal

O leite da mãe se esgota
O desespero bate a porta
Em poucos dias
Mais uma criança morta

Nada disso pode ser considerado normal
Esperança espera
Sobrevivência no sentido literal

Aguardam sem paciência
O dia em que brilhará uma luz
Pela qual livrará os filhos de meu pai
Desta pesada cruz
Que já é carregada ao nascer
e materializada em seu túmulo ao morrer

O pranto é constante
Dias de calamidade
E o motivo é o mesmo
Falta de amor da humanidade”

Inserida por TiagoSurforever