Hélio Pereira Banhos: Carta de Amor Quando vejo minha vida...

Carta de Amor

Quando vejo minha vida como era sem você, não acredito que vivia.
Respirava... dormia...acordava...me nutria ...
Hoje vejo que era só a parte física que era alimentada...
...eu estava morrendo e não sabia...
Você chegou como uma brisa fresca numa tarde quente de verão !
Entrou como quem não quer e tomou conta do meu coração.
Hoje faz parte minha vida como se sempre lá estivesse estado.
Como era mesmo que eu vivia?
Só consigo me lembrar do agora, do antes, não me lembro, não vivia!
E... Pior... eu não sabia !
Hoje você existe dentro de mim.
Faz parte de minha pele... Do meu cheiro... do meu coração...
E não há o que eu não pense que não venha impregnado de você.
Você existe e me espera...
e...eu espero que a vida, um dia, nos dê a carta de alforria
e nos deixe viver esse grande amor !
Hélio Pereira Banhos

Inserida por leik