Eva Oliveira: Fecha os olhos devagarinho Abre as asas...

Fecha os olhos devagarinho
Abre as asas com muito jeito
Faz de conta que és um passarinho
Que inocente procura em seu ninho
A Liberdade a que tem direito

Voa alto por esse mundo além
Não tenhas pressa em regressar
Podes ser tudo e ser ninguém
Podes ser uma estrela uma flor
Podes ser Apolo o deus do Amor
Podes ser o verbo AMAR

Abre os olhos devagarinho
Não te assustes com o que podes ver
qd sentires algo mordaz e mesquinho
Que se atravessa em nosso caminho
E mal nos deixa sobreviver

Por isso voa sem parar
até alcançares o horizonte
Não tenhas pressa em chegar
Pois perto se encontra a Fonte
Da Luz que nunca te irá abandonar

Inserida por fadaelfa