Eva Oliveira: Nunca acredites em tudo o que vês pois...

Nunca acredites em tudo o que vês pois só vemos o que queremos.
Não acredites sequer no que os teus ouvidos escutam pois só escutam o que querem ouvir.
Não deixes escapar julgamentos vãos sem fazeres o teu próprio julgamento.
Olha para o outro e pensa nele como tu não o sendo, pudesses ser.
Faz de conta que não existes e és a razão de qualquer um como se a razão do outro pudesses ser.
Liberta-te no Universo como o insignificante átomo que o faz engrandecer.
Encontrarás a Razão de tudo que possa ser e não ser e o que leva o Ser a ser quando Ser nunca o chegou a ser.
Sob a cortina que te ocultas serás deus de tudo se não interferires e deixares que nada interfira na sintonia desse espaço.
Na tua calma o Tempo vai falando por si e tu serás dono do tempo que em tua volta gira, porque sem ti ele Tempo não é.
Contudo, senhor de tudo o que atravessas, lançado num espaço de tempo sem Tempo , és presente no Passado, presente no Presente e lanças-te para o futuro , presente numa promessa que só o Tempo dirá.

Senhor do teu Tempo, a ele te aliarás, teu amigo farás e com ele compartilharás as tuas memórias que ele guardará mesmo quando delas já não te recordares.

Por isso, nunca antecipes algo que só o Tempo por si pode falar. Dá tempo ao Tempo e terás todo o tempo do Mundo para veres que a passagem desta vida são quimeras que por mais tristes que possam parecer, nós senhores de tempo, poderemos transformar em alegria e felicidade.

Tenho a certeza que já encontraste a porta para ser feliz, por isso, só me resta desejar que essa Felicidade seja uma constante em tua vida e teus sonhos se transformem em Realidade.

Sempre que precisares de alguém, procura no brilho de um olhar que possa reflectir o teu a angústia que nele ocultas. Nele encontrarás um amigo incondicional.

Inserida por fadaelfa