Neto de Castro: Diferente. Éh... Diferente. Meu sorriso...

Diferente. Éh... Diferente. Meu sorriso já não vem tão naturalmente e constantemente aos meus lábios. Meus olhos já não brilham como antigamente. Minhas mãos não soam com uma forte emoção... Forte emoção... Já não sinto fortes emoções. Pedra, coração de pedra. Na verdade eu até sinto fortes emoções mais elas não são expressas em minhas feições. Frio... O verão não quer chegar pra mim... Está parecendo um inverno eterno. Vejo pessoas sorrindo e não consigo imaginar como elas podem sorrir com tanta gente sofrendo, pessoas morrendo, pessoas matando, pessoas sangrando até a morte, pessoas traindo. Traição. A humanidade está nojenta, podre. A maioria das pessoas não quer isso, não quer guerras nem morte. A minoria quer. Porque elas estão vencendo? Porque essa maioria não faz nada. Não adianta olhar pro céu cheio de fé mais sem lutar pelo que você quer. NÃO ADIANTA. Jesus Cristo veio a terra e sofreu por nos mais isso não significa que temos que sofrer também! NÃO SIGNIFICA! Estou com uma mascara, uma mascara feia. Na minha mascara emoções não são reproduzidas... Ela é minha defesa contra as coisas ruins da terra. Infelizmente não consegui uma mascara para meu coração e ele chora. Chora e sangra. Dói, ele dói. Tudo isso machuca. Pessoas sofrem... Pessoas morrem... De fome, de bala perdida, de sede... Morrem. Não posso ser hipócrita dizendo que sofro com elas, eu sou feliz. Até certo ponto. Afinal, aqui vem aquela velha pergunta, o que é felicidade?

Câmbio, desligo.

Inserida por Netinhocastro