Gustavo André: Pura Inocência. Corpos inocentes....

Pura Inocência. Corpos inocentes. Pequenas pessoas, poucas experiências. Vida curta...Pura ignorância, uma doce vida. As vezes penso, por que fui acordar dessa vida? Pra que fui sair da luz, mesmo sabendo que e tão fácil e tão falso, irreal, porem alegre!... Vejo crianças a fantasiar a vida, a comemorar sua inocência, pessoas ignorantes a comemorar suas doces e falsas vidas...
Pow a verdade me trouxe melancolia e descrença, olho para as crianças e
vejo sentimentos puros, e sinto saudades, quero sonhar, quero ter de novo
meus sentimentos!.... Fui acordar tão cedo, cedo fui as sombras, e hoje não
tenho o que comemorar, não tenho sentimentos, só pensamentos, mórbidos
pensamentos...

Inserida por gutooo