PP M Lourdes L Mello: AMIGO, Como eu gostaria de ter em minhas...

AMIGO,
Como eu gostaria de ter em minhas mãos uma borracha,
mas não poderia ser uma simples e comum borracha,
a de goma-elástica, não..., teria que ser uma especial,
pois esta seria para beber, cuja finaldade seria: "apagar da
memória ", lembranças...é lembranças...., sei que já tem
drogas, capazes de fazer tal efeito, mas estas que aí
estão, fazem o esquecimento momentâneo, sem contar
que também, fáz-nos dependente delas e corremos o
risco de perder outras lembranças, o que não é o caso,
pois só queria tirar da Lembrança uma cena,
que provavélmente levou menos de 1 minuto,
para ser registrada, mas que foi tão marcante,
gerando um sentimento tão profundo e forte,
que anos e anos passaram e ela, com este "setimento",
congelada na memória, e alojada no coração,
vem causando estragos até hoje.
Você sabe do que , ou melhor de que cena eu me refiro,
é... trata-se da mesma que você vivênciou,... surpreso ?
não deveria , pois em alguns,,,melhor dizer: muitos momentos
você deve ter querido, também esquecer aquele dia,
aquele instânte, que sei, vem causando tantas confusões
em nossas vida; não presisa ser condencêndente,
tentar me fazer vêr, que apesar de sermos inocentes,
de ter sido involuntário aquele momento, de haver
um possível toque "màgico ", etc..., ainda assim,
faz, com que hoje sinta-me culpada , talvez
por ter deixado o tempo passar , sem ter feito nada para
evitar que aquele momento crescesse em minha alma e
no meu "core " , mas muito mais me sinto culpada,
por ter me deixado levar por um " impulso louco ",
que trouxe-me até você e desta culpa não será possível
esquivar-me, desta reconheço, sou " ré confessa " e
o pior é que reconhecer, tal culpa, não neutraliza o
sentimento que sinto por você, não " o " nomearei ,
pois se confessando ele, ainda assim não diminui
tal sentimento, falar-lhe o nome só fará torná-lo
mais vivo e o objetivo é exatamente o oposto.
Percebo o quão tem sido difícil, para você também,
ter que lidar com a minha aparição, de repente,
depois de tanto tempo, ainda que você argumente,
que tenha me procurado todos estes anos, mas se
eu não tivesse te procurado, você jamais teria me
encontrado e hoje você não teria problema algum.
Como um " tormento ", surgi e revirei sua vida de
"ponta à cabeça " ah ! Amigo ! tu não sabes a dor
que me causa , por estar lhe fazendo tanto mal .
Sinto pelos transtornos que venho lhe causando,
sei que não te ajuda em nada minhas desculpas,
pois só lhe gerei medos, dúvidas e um dúbio
sentimento em você, ora de " bem querer " ora de,
desculpe a franqueza, " raiva ", por provavélmente,
estar lhe causando tanto " transtornos ", por estar
vivêndo hoje, um " Inferno Astral ", que nenhum de
nós, teve qualquer previsão em nossos " Horóscopos ".
estou desolada, pois não sei , sinceramente,
o que fazer para nos ajudar. E caso você tenha
alguma solução, creia-me, serei grata por encontrar
uma "luz no Fim deste Túnel " em que eu coloquei-nos.
Ao falar-lhe sei , que posso , pois AMIGOS existem,
para que possamos, pedir-lhe a ajuda, ainda que lhe
causando algum mal.Como irei terminar este texto ?
depois de ter usado tantos outros " Finais " Tão
íntimos, sinto-me incapaz de ter.......

Inserida por suasemprelua