Hélio Pereira Banhos: Infinito deserto povoado Neste infinito...

Infinito deserto povoado

Neste infinito deserto povoado, me encontro perdido, me sinto como um grão de areia no deserto. O quem sabe como um peixe fora d’água, a saudade me atormenta porem como uma vela que nunca se apaga, queima e arde dentro de mim. Tento fugir procurando amigos.
Enturmando com pessoas que às vezes não tem nada a ver comigo. E é por isso que me encontro onde estou agora, em um infinito deserto povoado. A única sorte agora é te encontrado você, que unicamente consegue me fazer sobre voar o infinito, porém não mais deserto, por causa da sua companhia.
O seu olhar me faz lembrar, lindas noites, momentos maravilhosos, coisas aproveitadas pelo presente sem ser lembrar-se do passado.
Ou conseqüência do futuro, apesar de tudo passando, já passou! Vivo o presente porque não sei se o futuro vira deste infinito povoado.
Que serei o povo do seu deserto.
Hélio Pereira Banhos

Inserida por leik