Hélio Pereira Banhos: Roda viva Num pequeno povoado a via...

Roda viva

Num pequeno povoado a via chegado uma família de colonos, eles colonizarão o povoado e passaram a mandar no lugar.
Esta família se tornará os mais poderosos do lugar, eles eram os coronéis, como gostava de ser chamado, se tornaram muito poderosos mesmo, ali fizeram os seus impérios passando por cima de todos sem respeita ninguém.
Todo mundo que ali chegava tinha que trabalhar para eles e abitolar em seus costumes.
A ordem do coronel era para que ninguém tomasse iniciativa a nada, só a sua ordem que prevalecia no povoado.
Na que Le povoado agente não tinha voz ativa a nada, era sempre reprimível pelos os homens do coronel.
Depois de muito sofre, um deles deu o grito de independência:
Agora chega! Quem vai mandar nos meus atos sou eu, e não os velhos costumes deste lugar.
Os moradores alertaram do perigo que ia corre com a roda viva que comandava aquele lugar, a sua maneira não vai agrada o coronel, ele vai elimina você e sua família como já fez com os outros.
Mais antes ele respondeu:
Não podemos concorda mais com esta repressão, vivemos de baixo de sua ordem escravizaste esta roda viva não pode continuar carregando o nosso destino para lá e tudo continua normalmente como era antes.
Agente tem que toma uma iniciativa antes que seja tarde!
Eis que veio a “draga” e eliminou aquele homem que tinha um sonho, sonho de ver todos os moradores cuidando da sua própria vida com liberdade.
O povoado comenta sobre aquele homem que lutou pela liberdade, sabendo que quem consumiu com ele foi o coronel, mais ninguém arisca a dizer nada.
E tudo voltou como era antes.
Hélio Pereira Banhos

Inserida por leik