Fênix Faustine: Os amigos São tão amigos, que voltam....

Os amigos
São tão amigos, que voltam.
São tão fraternos, que se unem.
São tão simples, que cativam. São tão desprendidos,
que doam. São tão dignos, que amam,
compreendem e perdoam.
Os amigos são tão necessários, que sempre
se fazem presentes.
São tão grandes, que se distinguem.
São tão dedicados, que edificam.
São tão preciosos, que se conservam. São tão irmãos,
que partilham. São tão sábios, que ouvem, iluminam e calam.
Os amigos são tão raros, que se consagram.
São tão frágeis, que fortalecem.
São tão importantes, que não se esquecem.
São tão fortes, que protegem. São tão presentes,
que participam.
São tão sagrados, que se perenizam.
São tão santos, que rezam. São tão solidários,
que esquecem de si mesmos.
São tão felizes, que fazem a festa. Os amigos são tão
responsáveis, que vivem na verdade.
São tão livres, que crêem. São tão fiéis, que esperam.
São tão unidos, que prosperam.
São tão amigos, que doam a vida. São tão amigos,
que se ETERNIZAM...

Inserida por Linda