Márcia Cristina Lio Magalhães: Ouça Não espere de mim muitos amores...

Ouça

Não espere de mim muitos amores
Pois o pranto desta ausência me machucou

Na companhia de um beija-flor
Que toca a rosa como se fosse a última vez
Esperei voltar a tocar teus lábios
A sentir teu cheiro
A ouvir teu coração

Na solidão da espera
Mergulhei meu pranto
Minhas lágrimas foram ao encontro do mar...
Num oceano de dúvidas e palavras fúteis
Cá estou eu ainda a lhe desejar

Não demores a ouvir o que te diz a brisa
Quando ela em sobressalto tocar-lhe a face

Ao nascer o sol reverencie-o
Ao cair a chuva dê-lhe teu melhor sorriso
Pois estes a quem reflito
Tem sido a tempos meus únicos ouvintes...

Só quem amou de verdade sabe a real intensidade
de um amor perdido.

Inserida por Mamag