Paulo Master: Como se nunca quisesse se curar, o amor...

Como se nunca quisesse se curar, o amor rejeita qualquer tipo de remédio, se tomar alguma coisa é o mais puro veneno, no qual deixa ainda mais louco de amor, o coração apaixonado.

Inserida por Paulo-Santana