Ana Carvalho: Nunca sei ao certo. O que é certo, o...

Nunca sei ao certo. O que é certo, o que é discreto. O que é sensato.
Sei o que quero! até quando não quero. ou até mudar de idéia.

Não tenho razão, não tenho certeza. Nem anéis eu tenho.
estou certa! e não sou discreta!

por que as pessoas me irritam tanto?!

eu fico tonta se penso.
se não penso. não existo. nem fico tonta.

Bebo café sem doce. escrevo sem nexo. Jogo baralho e falo palavrão.
odeio sapatos e órdens. gosto de sorvete e do meu pai.

Fico lendo. fico quieta, fico inquieta.
fotografo o que se move. e o que nunca vai se mover.
Esqueço do livro, da órdem, do progresso, da desordem.

jogo baralho e falo palavrão.

Inserida por anita