Anônimo: Primeira Paixão Como falar de ti Sem...

Primeira Paixão


Como falar de ti
Sem uma lágrima derramar?
Pois foi contigo que cometi
O meu primeiro grande erro,
Apaixonem me...
Tudo aconteceu durante
As férias de Verão...
Foi, é e será inesquecível
O primeiro dia em que te conheci...
Foi numa praia, o dia estava
Mais quente que o inferno,
Enquanto inspeccionava atentamente
A praia, meu olhar prendeu ao te ver...
O teu andar maravilhoso e calmo,
A areia dançava a teus pés
E o mar beijava-os cuidadosamente.
O teu longo e belo cabelo
Reflectia o brilho do Sol
E voava através da brisa do mar.
Teu olhar, esse teu belo olhar
Em que não paro de pensar,
Brilhante e encantador...
Foi nesse preciso momento
Em que acreditei em amor
À primeira vista. Atento,
Apreciava toda a tua pessoa.
O teu nome,
-B-elo como todo o teu ser
-R-ainha da beleza te considerei, pois eras
-U-nica entre a Mulher,
-N-ela observo toda a sensualidade
-A-preendida num só ser.
Falando contigo, descobri
Simpatia, bom humor e a felicidade.
Várias longas horas falávamos diariamente,
Adorava falar contigo, tínhamos
Sempre algo de muito interessante que falar
E o som da tua voz, suave e doce
Vibrava o meu coração...
Amizade o que havia
Amor o que desejaria...
Assim foi, numa noite
Fomos dar um passeio no mesmo local
Onde a conhecera.
A lua sorria pela minha felicidade
e o brilho das estrelas, igualavam
O brilho da alegria que nos meus olhos viviam.
O meu grande amigo - o Mar -
Reflectia o forte brilho do luar...
Sentamo-nos e observa-mos
A vastidão do Mar...
Repentinamente, surgiu o tão esperado
Beijo no meio do silencio.
Entretanto, rasgava o teu cabelo
Com minhas mãos e acariciava, cuidadosamente
Todo o teu corpo...
Jamais esquecerei essa noite,
Uma das mais felizes da minha vida...
E assim foi, durante alguns dias
Dias esses marcados com amor e carinho.
Mas como diz o velho ditado,
Nada dura eternamente,
Tinha de voltar para a minha terra natal.
A nossa despedida foi marcada
Por lágrimas e dor, despedida infeliz...
Assim foi o fim de uma linda história
De amor, simples e dolorosa...
Durante todo o grande sofrimento
Prometi a mim mesmo,
Nunca mais voltar a amar.
Infelizmente falhei nessa promessa...
Mas agradeço, sim agradeço-te
Pois ensinas-te me muitas coisas...
A teu lado aprendi o significado
De amar, consegui ver
As maravilhas que a vida
Tem para nos oferecer
Aprendi que amar
É sinónimo de sofrer...

Inserida por Pinguim