Amanda Sanches: Domingo, almoço em família e aquela...

Domingo, almoço em família e aquela pergunta clássica: "e os namoradinhos?" Tenho vinte e tantos anos, minhas primas já estão todas casadas, algumas com filhos e eu continuo solteira para a preocupação de alguns familiares. O que eles não entendem é que apesar do meu coração ser de mocinha eu não penso em casamento, não tão cedo. Alguns acham que depois daquele ex namorado eu fiquei traumatizada e não quis mais saber de me envolver, outros comentam que é imaturidade, que eu só penso em curtir. Talvez eles não estejam completamente errados, já me envolvi o suficiente com pessoas que me ensinaram a dar valor a minha própria companhia, melhor estar só do que com a pessoa errada por medo de terminar sozinha. Desse medo eu não sofro. Aprendi a gostar de mim, do meu jeito, dos meus defeitos e manias, não aceito menos do que eu mereço. Prefiro terminar sozinha do que casada com um homem que não faz meu coração palpitar. Há tanta coisa mais importante do que casar. Quero estudar. Ser bem sucedida. Trabalhar. Viajar. Conhecer pessoas e lugares novos. Quero me divertir, dançar, beijar, ser livre. O que eles não sabem é que eu não tenho pressa, deixo a vida seguir seu percurso natural. Casamento é coisa séria, e se não for pra ser feliz a vida inteira eu nem quero. Enquanto o amor não me encontra distraída por aí, me deixem ser feliz sozinha.

1 compartilhamento
Inserida por amandasanchees