J. Eckermann: De nós, velhos, desculpam-se os erros,...

De nós, velhos, desculpam-se os erros, pois não encontramos as estradas abertas; mas de quem chegou ao mundo depois de nós, pode-se exigir mais; este não pode mais errar nem tentar.

Inserida por agf