Ops! O pensamento foi removido e não pode ser encontrado no Pensador.
Veja outros pensamentos do mesmo autor: Fábio Rocha Pina.

Outros pensamentos que podem interessar:

A essência do teatro, o seu sentido primitivo e eterno, é abrir os olhos. O teatro pode curar a cegueira humana.

Fábio Rocha Pina
Inserida por Sapiencial

Um aluno me perguntou hoje qual era o Diretor de teatro que eu tinha como referência. Respondi sem hesitar: SEU MADRUGA! Afinal em "A Festa Da Boa Vizinhança" além de construir o palco, usar sua própria casa como camarim, aguentar o ego das famílias e a falta de talento do "artistas", escrever, dirigir, compor, ser figurinista, cenógrafo, sonoplasta, contra-regras, e até atuar... E por fim, ainda levar porrada! Ufa! Este é o retrato da vida de todo grande diretor de teatro. Sem contar que o camarada já fez um pouco de tudo. Foi vendedor de churros, lutador de boxe, mascate, sapateiro, barbeiro, mecânico, carpinteiro, pintor, jardineiro, homem do saco, fotógrafo, professor, toureiro, vendedor de balões, entre outras tantas... E como qualquer homem de teatro, ainda é chamado de vagabundo!"

Fábio Rocha Pina
Inserida por Sapiencial

O Sábio terá grande honra em se encontrar consigo mesmo na velhice. O tolo, terá vergonha. Pois o sábio cuida da sua velhice agora, e o tolo acha que viverá para sempre.

Fábio Rocha Pina
Inserida por Sapiencial

Os Tolos são em grande maioria pessoas de mau caráter. E estes se atraem, se aglomeram, se cultuam, se protegem... Já os Sábios na sua grande maioria, se não vivem no anonimato, são rodeados por poucas pessoas, são injustiçados, mártires do seu tempo. Mas o Sábio é respeitado até pelos seus inimigos, enquanto os tolos não tem valor nem mesmo perante os seus seguidores.

Fábio Rocha Pina
Inserida por Sapiencial

Ao contrário do Tolo, o Sábio prefere a ofensa que diz a verdade do que a carícia que engana.

Fábio Rocha Pina