Daniel Barbosa: Não Consigo Não consigo pára de...

Não Consigo

Não consigo pára de pensar em nossa amizade
Sempre torcia para não acabar por equívoco
Por ignorância minha
Por confundir as coisas e realizar burrada
Tento esquecer mais não consigo
Choro dia e noite...
Há se você soubesse um por cento (1%) do que sofro...
Pela nossa afeição
Não vejo por que pedi
Estava cego para o mundo
Não consegui ver o horizonte
Não sinti que fui errado no momento
Estava anestesiado
Mais fui muito covarde
E reconheço tudo isto
Em não pensar direito
Mais quero que você me entenda
Confudi tudo...
O mundo...
Meus pensamentos...
Pensei que não ia te abalar
Magoar-te
Ou sei lá... Sinto que te magoei...
Lamento muito por isto meu amigo
Queria uma chanche...
Só uma...
Para que eu posso aprender a viver...
Estou começando a vida agora
Minha vida é pequena...
É complicada...
É passageira...
Ajo sem pensar às vezes
Preciso de alguém para mim ajudar
Para mim desabafar
Que ele me entenda como:
Irmão
Amigo
Pai
Como Deus!!!
Que tenha coração...
Que me compreenda
Que me ouça...
Assistir o fato verídico...
Qual conflito meu coração estava passando
E anotando coisas que não foram reais e sim fictícias...

Inserida por danyelberg